5 sinais que você está prestes a ter um ataque cardíaco

ataque cardiaco

O ataque cardíaco é uma das principais causas de morte no mundo e cada vez mais pessoas jovens vem morrendo por isso. Saber os sinais de um ataque cardíaco pode salvar sua vida.

Pesquisadores da Universidade de Duke, nos EUA, afirmam que é comum que ataques cardíacos tenham seus sintomas não reconhecidos, principalmente o infarto do miocárdio, que tem sérios riscos de morte. Sabemos que há uma forte relação com o tempo que se leva para socorrer a vítima. Por isso atenção nos sinais:

Dor ou incomodo no peito

Nem todo ataque cardíaco causa dor no tórax (e, claro, nem toda dor no tórax é causada por um problema no coração), mas esse é um sintoma possível. Além disso, a sensação pode não ser necessariamente de dor, mas também de pressão ou de “queimação”, que é mais comum em mulheres do que em homens.

Muito cansaço

Esse sintoma é mais comum entre mulheres e pode ocorrer tanto na hora do ataque como dias ou semanas antes.
É normal se sentir cansado depois de fazer esforço físico, claro, mas no caso de um ataque cardíaco o cansaço é intenso, repentino e não tem motivo aparente.

Náusea ou falta de apetite

Um dos sintomas de ataque cardíaco é o inchaço abdominal, que pode fazer com que a pessoa se sinta enjoada ou sem fome.

Inchaço

Problemas no coração podem causar retenção de líquido no organismo e, portanto, inchaço em algumas regiões do corpo (normalmente nos pés, nos tornozelos, nas pernas ou no abdômen).

Tontura

Se o coração não bombear sangue suficiente para o organismo, você pode sentir vertigem e até mesmo perder a consciência, pois o cérebro pode não estar absorvendo a quantidade correta de oxigênio.

O que fazer em caso de ataque cardíaco

O rapido atendimento é primordial para salvar a vida de quem esta tendo um ataque cardíaco, e as recomendações são :

Chamar uma ambulância imediatamente ligando para o número 192, mesmo que o pessoa tenha carro, o ideal é chamar uma ambulância, pois ela tem passagem livre no trânsito e os socorristas podem atuar dentro dela, realizando uma série de testes na vítima, agilizando o processo no hospital.

Deite ou sente a vítima de forma confortável.

Não dê nada para beber.

Pergunte se ela toma algum remédio para o coração e se necessário, afrouxe sua calça ou abra a camisa se estiver apertada, para facilitar a respiração.

O tratamento para o ataque cardíaco é realizado com o consumo de medicações e realização de cateterismo cardíaco, seguido de tratamento com angioplastia ou com cirurgia cardíaca.