Mãe inventa cinto para crianças com paralisia cerebral poderem andar

paralisia cerebral

O que uma mãe não é capaz de fazer pelo filho, Debby Elnatan é mãe de uma garotinha com paralisia cerebral, ou seja a menina não pode andar com as próprias pernas. Mas o amor de mãe falou mais alto e a criatividade também, então para não ver sua filha crescer frustrada por não conseguir andar a super mãe criou um dispositivo muito simples e eficiente. O dispositivo permite que mãe e filha caminhem juntos, mantendo as mãos livres para outras atividades.

“Quando minha filha tinha 2 anos de idade, os médicos disseram que ela não sabia o que suas pernas são e não tinha consciência delas”, disse Deby ao Daily Mail.

Trata-se de uma espécie de cinto que prende a criança às pernas da mãe, permitindo que a menina fique ereta e tenha a sensação insubstituível de dar seus próprios passos. A ideia deu tão certo que Debby cirou o “The Firefly Upsee”.

O dispositivo custa U$ 500 e funciona como o mesmo princípio que aluns pais ensinam as crianças a dançar. Mas em vez das crianças colocarem os pés em cima de sapatos dos pais, com o Upsee os pés ficam ao lado pés dos adultos e as crianças ficam viradas para a frente.

Ele nos permite fazer muitas coisas e ir a muitos lugares que não podíamos ir antes”, disse Stacy Warden, mãe de um menino de 5 anos de idade que também tem paralisia cerebral. “Meu filho ri e ri, algo que ele não fazia com outros dispositivos de passeio, que ele via como um trabalho”, disse Warden.

HT_upsee
Crédito: James Leckey Projeto Ltd.

Conor McKernan, gerente de marketing para Upsee, disse que o interesse no produto já é esmagadora. O que prova que com amor e criatividade sempre teremos bons resultados, muitas vezes ideias simples mudam o mundo.