Sonic, o heroi do Mega Drive faz 20 anos

Quem que tem mais de 22 anos, e não se lembra de jogar Sonic numa Master System ou Mega Drive? É verdade, o Sonic já existe à 20 anos. Isto significa que já à 20 anos que conhecemos o Sonic, e que muitos de nós, jogamos o Sonic à tanto tempo.

Criado em 1991 para ser o mascote oficial da produtora Sega, Sonic foi criado com o intuito de divulgar o poder do processador do console Mega Drive. Com processadores melhores dos que os apresentados pela concorrência, os gráficos “rodavam” mais rápido, fazendo com que os desenvolvedores criassem um personagem rápido, que corria em alta velocidade para completar as fases. A falta de cuidado com a história do porco-espinho azul e a falta de exploração de seu mundo fez o grande concorrente da Nintendo na década de 1990 viver à sombra de Super Mario.

Criado para competir

Após tentar criar personagens para estrelar o game e rivalizar com o mascote da Nintendo, foi o ouriço azul da ilustração de Naoto Ohshima que foi usada no game, que teve o motor gráfico desenvolvido por Yuji Naka, design de Hirokazu Yasuhara e as músicas, clássicas entre os gamers, por Masato Nakamura. Sonic, inicialmente foi chamado de Mr. Neddlemouse, teve seu primeiro game para o Mega Drive lançado em 1991. Versões para o Master System, console de 8-bit da Sega, e para o portátil Game Gear vieram logo depois.

“‘Sonic’ foi um lançamento apropriado para a época, primeiro por ter conseguido uma identidade com o público juvenil. O ar descolado do personagem conseguiu conquistar jogadores na época que a geração de jogava na década de 80 deixava de ser criança”, explica Kao Cyber Tokio, professor de design de games. “Em paralelo, ela era ágil, ousado e rápido, usava o grande poder de processamento do Mega Drive. Esse conjunto acabou tornando Sonic em um grande ícone”.


O futuro

Em comemoração aos 20 anos do mascote mais famoso da SEGA, a empresa disponibilizou uma versão demo na PSN de seu futuro lançamento: Sonic Generations.

A única fase disponível no jogo é a famosa Green Hill, presente em quase todas as versões do game. Nos primeiros momentos é possível notar uma pequena semelhança com a primeira fase de Sonic 2, mas no decorrer da versão demo, os elementos mostram que o título lembra outras versões mais recentes.

Também é possível notar uma boa variedade de inimigos. Mesmo que a versão disponível seja extremamente curta (podendo ser completada em cerca de 5 minutos), pode-se notar uma boa variedade de itens e caminhos aleatórios. As variadas formas de completar uma fase são uma características da série, que nos últimos jogos foram deixadas um pouco de lado.

Vale lembrar que Sonic sempre foi um título que levava o jogador a optar por vasculhar todo o cenário em busca de argolas e outros itens, ou escolher em pular e destruir todos em seu caminho, até alcançar o final.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *