Associação de Auditores diz que rombo da Previdência é mentira

previdencia

Segundo a ANFIP, Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, a justificativa de que a Previdência é deficitária é mentirosa, pois segundo eles a Previdência faz parte da Seguridade Social, que inclui o tripé previdência, saúde e assistência social, que possuem diversas fontes de financiamento, como contribuições sobre a folha de pagamentos, sobre o lucro das empresas, sobre importações e mesmo parte dos concursos promovidos pelas loterias da Caixa Econômica, para a Associação com esses recursos a previdência estaria a salva.

Nos moldes defendidos pelo governo, o sonho da aposentadoria pode virar pesadelo em vida, o projeto pretende alterar a Constituição e mudar as regras de aposentadoria do trabalhador, o principal ponto da reforma é a relação entre o tempo de contribuição e o valor do benefício que será recebido, alem disso a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria e um tempo mínimo de 25 anos de contribuição.

A ANFIP divulga anualmente a publicação Análise da Seguridade Social e os superávits são sucessivos, a saber: saldo positivo de R$ 59,9 bilhões em 2006; R$ 72,6 bilhões em 2007; R$ 64,3 bi em 2008; R$ 32,7 bi em 2009; R$ 53,8 bi em 2010; R$ 75,7 bi em 2011; R$ 82,7 bi em 2012; R$ 76,2 bi em 2013; R$ 53,9 bi em 2014.

No ano passado não foi diferente. O investimento nos programas da Seguridade Social, incluídos aposentadorias urbanas e rurais, benefícios sociais e despesas do Ministério da Saúde, entre outros, foi de R$ 631,1 bilhões, enquanto as receitas da Seguridade foram de R$ 707,1 bi. O resultado, mais uma vez positivo, foi de R$ 24 bilhões – nada de déficit!

O saldo positivo em 2015 acontece num ano repleto de dificuldades econômicas, o que mostra a força do sistema de Seguridade Social. Ainda, todos os números divulgados são levantados pela ANFIP com base em dados do próprio governo.

Para a ANFIP, prova de que o governo reconhece o saldo positivo são medidas como as renúncias fiscais com recursos previdenciários e a Desvinculação de Receitas da União (DRU), que sistematicamente retira parte do orçamento da Seguridade Social, apenas em 2012, foram renunciados mais de R$ 58 bi das contribuições sociais. Para exemplificar melhor a Assosição dos auditores cirou um video, veja :

O projeto ainda vai ser analisado pela Câmara e pelo Senado e só deve entrar em vigor em 2017, Mas a regra passa a ser a mesma para homens e mulheres, e atingem trabalhadores privados, servidores públicos e até políticos, mas os militares ainda não estão na lista.

E você acha certo essa reforma da previdência ?