Mini Biografia : Qi Lu


Toda segunda iremos trazer a biografia de alguma personalidade da área de tecnologia, hoje vamos aparsentar melhor o Sr. Qi Lu (pronuncia-se Chi-Lu) que é a mente criativa por trás do Bing,  suas inovações já assustam o Google, veja post anterior .


Atenção : Natura faz hoje liquidação com até 60% off (Veja aqui)

Qi Lu trabalha para a Microsoft como o presidente do Grupo de Serviços Online.  Dr. Lu lidera os esforços da Microsoft em serviços de busca e publicidade online e todas as informações da empresa on-line e comunicação.  Para se ter ideia do seu poder na Microsoft, Qi  Lu se reporta diretamente ao CEO da Microsoft, Steve Ballmer.

Qi Lu também trabalhou como vice-presidente executivo de engenharia para pesquisa e tecnologia de publicidade do Grupo no Yahoo, onde ele liderou os esforços de desenvolvimento em torno da busca do Yahoo e plataformas de monetização.  Antes de entrar para o Yahoo em 1998,  Lu era um membro de equipe de investigação da IBM Almaden Research Center (um dos oito laboratórios no mundo inteiro que fazem parte da IBM Research) . Antes disso, o Dr. Lu trabalhou na Universidade Carnegie Mellon, como Research Associate, e na Universidade Fudan, na China, como membro do corpo docente.

Qi Lu  enfrenta grandes desafios desde que ele era um menino. Diante da perseguição durante a Revolução Cultural da China, seus pais o enviaram de sua casa em Shanghai para viver com seu avô em uma pequena cidade na província de Jiangsu, cinco horas de distância. Lu vivia sem eletricidade e saneamento básico, e era tão pobre que a carne era um luxo, somente uma vez por ano. Suas duas primeiras saídas para escapar da pobreza foram fechadas: Sua magreza o tirou de um emprego cobiçado na construção naval, e sua visão era muito fraca para passar nos requisitos para se tornar um físico.

Estudou  Ciência da computação na Universidade Fudan, China, pensando que pudesse ajudá-lo a conseguir um emprego em uma fábrica. Em vez disso, depois de receber seu diploma de mestre, ele foi designado para um trabalho docente de U$ 10 por mês na Universidade Fudan  E em um fim de semana, uma tempestade o impediu de seu passeio semanal de bicicleta para visitar a casa de seus pais, então ele estava em seu dormitório quando um aluno bateu e insistiu com ele para assistir a uma palestra do professor da Carnegie Mellon, Edmund M. Clark, uma vez que tinha poucos alunos tinham aparecido . Impressionado com os questionamentos de Lu, Clark lhe ofereceu uma bolsa para ganhar seu doutorado, Em 1996, Lu se formou com um PhD em Ciência da Computação da Universidade Carnegie Mellon.

Ao longo de sua carreira, ele ganhou uma reputação de ter um imenso conhecimento técnico e hábitos de trabalho incansável. Ele acorda às 3:00 da manhã na maioria dos dias, faz uma corrida de cinco milhas (um pouco mais de 8Km), e muitas vezes trabalha até às 22:00 hs ,  “Eu não sinto muito cansaço porque eu amo cada dia”, diz Lu, que é casado e tem dois filhos.

Essas qualidades fizeram dele uma espécie de instituição no Yahoo, onde constantemente pressionado pela direção do Yahoo, pelos gastos na construção da infra-estrutura tecnológica necessária para manter o ritmo em busca. No final, fontes dizem que ele perdeu a fé na capacidade da empresa para fazer isso. Amit Kumar ex-engenheiro do Yahoo, Lu era “universalmente querido” em sua festa de despedida, camisetas foram distribuídas com os dizeres: “Trabalhei com Qi Lu E você?”

Segundo Ballmer “Qi está aqui porque ele é absolutamente o melhor cara do planeta para gerir uma empresa de pesquisa.”

Qi Lu tem prioridades e são definir a estratégias de longo prazo. Um de seus mantras: “Tenha sua cabeça acima das nuvens, mas os pés no chão”. Ele também está pressionando por mudanças para que o grupo de pesquisa tenha previsão de receitas no dia a dia ao invés de mensalmente, para reagir mais rapidamente ao que está funcionando.

Lu quer que o seu grupo trabalhe mais estreitamente com a Microsoft Research assim as novas tecnologias podem ser integradas na busca. “Logo, as pessoas com telefones celulares serão capazes de falar termos de pesquisa, em vez de digitá-los” disse ele. Eventualmente, Lu diz que aqueles que procuram respostas será capaz de ir além dos limites de escrever algumas palavras em uma caixa retangular. “Este é apenas o primeiro passo em uma longa jornada”.

Imagem : Peter Burrows