Essa mulher ganha milhões vendendo maconha

maconha

Cheryl Shuman, de 54 anos, entrou no mundo da maconha em uma tentativa desesperada para tratar de seu ovário, e de um câncer de cólon e de bexiga. Sete anos depois, agora em remissão, ela e sua filha Aimee se tornaram “as meninas do pôster” para espalhar a aceitação da droga nos Estados Unidos para fins medicinais. Cheryl e Aimee, mãe e filha, possuem uma plantação gigantesca e lideram as vendas da planta aos ricaços de Hollywood.


Conheça o celular mais fino do mundo com a maior bateria : (Veja aqui)

Além dos cigarros, a dupla de mãe e filha desenvolveu uma linha de brownies, xampus que ajudam no crescimento do cabelo e roupas. E o negócio delas, o Beverly Hills Cannabis Club, é o favorito entre seus clientes extremamente ricos e conhecidos. “Enquanto eu crescia, eu sabia que eu iniciaria um negócio de família em algum ponto da minha vida”, disse Cheryl disse ao jornal New York Times. “Eu só não sabia que esse negócio seria vender erva”.

Até mesmo os detratores da empresárias reconhecem que ela tem ajudado a realizar progressos na conquista de adeptas do sexo feminino à causa cultural dos que promovem a aceitação da maconha que, segundo diversos estudos, é menos prejudicial à saúde e oferece menos riscos à vida do que o álcool. O voto feminino no referendo nacional que ocorrerá em pelo menos 14 estados do país, nos próximos 5 anos, será extremamente importante para que o uso da droga seja eventualmente legalizado.

Whoopi Goldberg

A atriz, comediante e ativista premiada Whoopi Goldberg é cliente pessoal de Shuman.

Shuman iniciou uma campanha para a descriminalização, com a criação de um clube de aficionados, o “Beverly Hills Cannabis Club”, tornando-se uma das encarregadas da “Moms for Marijuana” (“Mães pela maconha”), uma associação internacional de mães a favor da legalização. Ela destacou como argumento o potencial econômico da maconha: “É um setor que movimenta 47 bilhões de dólares”.

Cheryl sempre foi uma empreendedora. A história que ela conta é um clássico da miséria à riqueza: Shuman cresceu na área rural do estado de Ohio, onde foi abandonada por seu pai e se tornou uma mãe divorciada de 23 anos de idade. Ela se mudou para a Califórnia em busca de oportunidades, onde ela viveu dentro de um carro com sua filha Aimee.

Inscreva-se em nosso canal e acompanhe nosso conteúdo também pelo YouTube