A importância de conhecer o autismo para evitar preconceitos

dia do autismo

O autismo é caracterizado pela dificuldade de socialização. Na maioria dos casos, os primeiros sinais, como isolamento, dificuldade para falar e repetição de movimentos aparecem por volta dos dois ou três anos de idade.

Somente no Brasil, extistem mais de 2 milhões de pessoas com autismo. Hoje em dia, a comunidade médica observa o autismo com maior complexidade, com múltiplas etiologias com muitos graus. Por isso a sociedade médica começou a adotar a nomenclatura Transtorno do Espectro Autista (TEA), onde o autismo e todos os distúrbios, incluindo o transtorno autista, transtorno desintegrativo da infância, transtorno generalizado do desenvolvimento não-especificado (PDD-NOS) e Síndrome de Asperger, fazem parte do mesmo grupo.

Os autistas podem ser capazes de feitos impressionantes — e o filme Rain Man, feito em 1988, ilustra isso. Hoje já se sabe, por exemplo, que os físicos Newton e Einstein tinham alguma forma de autismo, assim como Bill Gates e Messi.

O autismo é uma condição permanente, a criança nasce com autismo e torna-se um adulto com autismo. Mas com acompanhamento médico e terapias, a vida do autista pode melhorar muito.

Veja em nosso site : Conheça mais sobre autismo

E quanto mais cedo o TEA for diagnosticada, maiores as possibilidades de estimulação. Em alguns paises da Europa, os pediatras são preparados para diagnosticar o autismo, já no Brasil, a maioria ainda não esta preparada.

Para conseguir identificar o autismo, os pais devem procurar médicos da área de saúde mental, como neuropediatras ou psiquiatras. Mas o tratamento é feito de forma multidisciplinar: precisa tanto dos médicos quanto de profissionais como psicólogo, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e fisioterapeuta.

Dia Mundial da Conscientização sobre o Autismo

O preconceito e a falta de informação ainda é um problema, por isso a ONU criou o Dia Mundial da Conscientização sobre o Autismo, que é comemorado no dia 2 de abril.

Todos os dias, indivíduos com autismo tem nos mostrado que podem superar, compensar e remanejar muitas de suas características mais desafiadoras. Se uma criança autista pudesse neste momento te dizer algo, provavelmente seria para ajudar a defendê-la, ser seu amigo e ver quão longe ela pode caminhar e chegar com apoio da família, da escola e da sociedade.