A rede social que pode realizar sonhos

Realizar sonhos, esse é o principal objetivo do Dreabe, rede social lançada em março em Curitiba, que já vem conquistando adeptos por apresentar uma proposta diferenciada em relação às mídias já existentes. O conceito explora a valorização do ser humano e os valores que englobam a coletividade e a doação em favor do próximo.


Natura faz bazar para dia das mães :l (Veja aqui)

Seus idealizadores, os irmãos Djeison e John Moreira, sempre imaginaram fazer algo para deixar uma marca na história do mundo. Até que um dia, em novembro de 2011, Djeison caminhava em um parque de Caçador (SC) e ouviu a conversa entre dois garotos. “Um deles disse que o seu maior sonho, naquele momento, era ter um Playstation 2. Na mesma hora lembrei que eu tinha um em casa, sem uso, e que poderia realizar o sonho de uma criança.” Foi com base nesse momento que Djeison começou a idealizar o que hoje é o Dreabe. Na mesma hora, ele ligou para o irmão, programador de websites, para explicar a ideia. John topou e imediatamente começaram a planejar uma rede social com foco em ajudar as pessoas a realizarem os seus sonhos.

A ideia rapidamente atraiu a atenção de um sócio investidor e, em janeiro e fevereiro, o Dreabe iniciava os primeiros testes de usabilidade. Os irmãos se mudaram de Caçador (SC) para viver em Curitiba (PR) e escolheram o Hub Curitiba para instalar o escritório da empresa. Em 1º de março, a rede social lançava a sua versão beta.

Funcionamento

Após o cadastro, o usuário preenche um perfil e detalha seus sonhos, que poderão ser realizados por outras pessoas. No perfil, ele define três sonhos e, em seguida, os outros usuários poderão classificá-los entre: nobre, legal, criativo ou pesadelo. A cada avaliação como ‘nobre’, aumenta a popularidade e o sonho passa a ser visualizado por mais pessoas. No caso de ‘pesadelo’, ele naturalmente será deixado de lado e perde a visibilidade. Assim, Djeison acredita que é possível evidenciar, de forma clara, a realização de sonhos bons e positivos, tirando do páreo os desejos negativos.

É possível realizar sonhos de três formas: realização total, quando você identificou um sonho e pode torná-lo real sozinho; realização parcial, onde você pode ajudar, porém não completamente e indicando alguém (eu sei quem pode ajudar). Nas três opções, é preciso escrever como a pessoa pretende realizar o sonho e enviar uma proposta para que o sonhador aceite. Após a aceitação já se pode realizar o sonho e mudar a vida da pessoa que o sonhou.

Inovação

A possibilidade dos usuários realizarem seus sonhos é o que difere o Dreabe de outras redes sociais. “Além de não lucrarmos em cima dos sonhos realizados, apenas propiciamos a conexão entre as pessoas, pois elas mesmas são responsáveis por concretizarem as doações”, explica Djeison, o promotor de sonhos do Dreabe. Ele conta, ainda, que caso um usuário deseje doar uma quantia em dinheiro para alguém, ele mesmo entrará em contato com a pessoa, sem intermediação da rede social e que existem muitos sonhos cadastrados no Dreabe, nos quais os usuários podem ajudar na realização sem que necessariamente precisem contribuir com dinheiro.

Quebrando o atual padrão que permeia a internet, em que só online as pessoas são capazes de se conectarem com o mundo, Djeison prevê que seja possível aproximar pessoas que nunca ouviram falar em mundo virtual. “em breve iremos possibilitar que pessoas sem acesso à internet possam cadastrar e compartilhar seus sonhos no mundo virtual.” exemplifica.

Perspectivas

Mesmo não lançado oficialmente, o Dreabe já conta com mais de 12 mil usuários, chamados de ‘dreabers’. Amais de 50 sonhos já foram realizados, desde empregos a viagens. “Um dos primeiros foi o da Fernanda, que queria ir a um show do Chico Buarque, em Curitiba, e conseguiu o ingresso e as passagens pelo Dreabe”, comemora. Outros sonhos já foram realizados pela rede e Djeison estima alcançar 1 milhão de usuários até o final do ano. O lançamento da versão oficial está previsto para acontecer em junho de 2012.

Inscreva-se em nosso canal e acompanhe nosso conteúdo também pelo YouTube