Saiba como funciona os diferentes tipos de pistolas de pintura

pistolas de pintura,

Pintar superfícies com pistolas de pintura de m ar comprimido é muito mais prático, rápido e ainda garante acabamento profissional. Mas, para atingir os resultados esperados, é preciso acertar na escolha dos equipamentos.

A densidade do líquido usado é o principal fator que precisa ser levado em conta para escolher o tipo certo de pistola pulverizadora com compressor de ar. Confira as principais características e vantagens de cada modelo:

Como funcionam as pistolas de pintura com compressor de ar

Existem diferentes modelos de pistolas de pintura no mercado. Essas ferramentas de pulverização de tinta funcionam de forma diferenciada de acordo com o design. Os modelos mais usados trabalham da seguinte maneira:

Pistolas de pintura por gravidade

Esse modelo de pistola de pintura é facilmente identificado já que o recipiente onde a tinta é armazenada fica na parte de cima do produto. Além disso, os equipamentos costumam ser leves e compactos. As canecas costumam ter 600ml, mas isso pode variar, e são confeccionadas em nylon, alumínio ou aço inox.

As pistolas por gravidade precisam de compressores de ar com potência baixa. Isso porque o seu design diferenciado facilita a pulverização da tinta (usando a ajuda da gravidade como o nome do modelo deixa claro). O que dispensa o uso de compressores de ar de alta pressão.

Há modelos em que o compressor indicado é de 2,6 PCM ou mais. Já outros recomendam compressores de ar a partir de 7 PCM. Como há uma grande variedade de modelos de pistolas por gravidade sendo comercializadas é importante ter atenção a essa recomendação do produto na hora da compra.

Pistolas de pintura por sucção

Outro modelo muito usado por quem realiza pintura por meio de pulverização de tinta. A maioria das pistolas de sucção possuem o recipiente onde a tinta é armazenada na parte debaixo.

Devido a essa anatomia do produto, é necessária a utilização de compressores de ar de alta potência. Isso porque é preciso maior pressão para sugar a tinta até a saída do equipamento.

Há modelos em que é recomendado o uso de equipamentos com, pelo menos 10 PCM, mas essa demanda por pressão pode variar bastante de modelo para modelo de pistolas de pintura por sucção.

Tipos de pistola de pintura com compressor de ar

Além das diferentes formas de funcionamento, as pistolas de pintura com compressor de ar também são classificadas em três categorias:

Pistolas de pintura convencionais

Esse tipo de ferramenta de pulverização de tinta precisa estar ligada diretamente ao equipamento central que fornece ar comprimido para funcionamento adequado.

Alguns modelos de pistola de pintura convencional funcionam por sucção e outros por gravidade. Portanto é importante prestar atenção nesse fator para escolher corretamente entre os diversos modelos de compressores de ar que você irá encontrar à venda. Inclusive em relação à pressão máxima do equipamento.

Embora sejam muito utilizadas, as pistolas de pintura convencionais apresentam algumas desvantagens como barulho alto e a grande quantidade de névoa que levantam. Ou seja, são menos econômicas.

LVLP

As pistolas Low Volume Low Pressure (LVLP) oferecem a vantagem de serem modelos mais econômicos já que necessitam apenas de compressores de ar de baixa pressão.

Além disso, consomem menos tinta do que os outros tipos de pistolas de pintura. Isso porque a taxa de transferência do equipamento é em torno 70% (em alguns casos até mais).

Os modelos LVLP também são mais silenciosos e praticamente não levantam névoa. Embora esse tipo de pistola com compressor de ar seja mais cara, elas costumam oferecer um excelente custo/benefício ao médio e longo prazo.

HVLP

Já as pistolas de pintura High Volume Low Pressure (HVLP) não precisam ser ligadas diretamente ao compressor principal, mas em compensação, demandam bastante dos equipamentos que oferecem ar comprimido para seu correto funcionamento.

Esse tipo de pistola pulverizadora de tinta é uma ferramenta intermediária entre os modelos convencionais e a LVLP. A pistola HVLP levanta mais névoa do que o modelo de baixo volume e pressão, mas o consumidor ainda perde menos tinta em relação aos equipamentos convencionais.

O mesmo ocorre em relação aos ruídos. É mais silenciosa do que as pistolas convencionais e menos do que as LVLP. Já a taxa de transferência de tinta costuma ser algo em torno de 60%. E o preço é mais acessível.