Como são transportadas as obras de arte

obras de arte

Quando falamos sobre obras de arte, logo nos vêm à mente os suntuosos museus, não é mesmo?  Mas existem pessoas que têm o privilégio de possuir obras de arte em suas residências e até mesmo no local de trabalho, como é o caso de luxuosos escritórios de excêntricos empresários.

Por conta dessa excentricidade, às vezes é necessário fazer o transporte de obras de arte, por motivos diversos, como acontece muitas vezes com personalidades importantes que querem exibir suas obras de arte em eventos, jantares e festas. Mas também há o caso de mudanças de endereço mesmo, que podem até ser para outros países.

Nesses casos, o proprietário das obras, que vão desde quadros e esculturas a objetos e móveis raros, de valor inestimável, deve ser meticuloso na escolha da empresa que prestará o serviço do translado de suas obras.  É necessário fazer uma pesquisa bem detalhada no que se refere à competência do serviço prestado. Não importa somente um orçamento viável. Outras questões devem ser levadas em consideração na hora de contratar uma empresa que transporte obras de arte.

Como transportar suas obras de arte com segurança

A excelência no atendimento começa com a equipe. O primeiro passo é designar pessoas instruídas para visitar o local de retirada da obra, para avaliar o tipo de obra e como será transportada. Esses profissionais avaliam o tipo de embalagem, o acondicionamento necessário para manter a integridade da obra, pois se trata de algo extremamente frágil e único. Depois deve-se reunir os demais profissionais responsáveis pela retirada, embalagem propriamente dita e transporte até o local de destino e instalação da obra. É a parte prática do processo.

Como se trata de um bem de valor inestimável, basicamente o que deve ser observado na hora de fazer um orçamento com a empresa que fará o transporte de suas obras de arte é:

  • Tipo de transporte

Sendo terrestre ou aéreo, deve ser feito em ambiente acondicionado, lembrando que cada obra requer clima e ambiente próprio. Não se pode generalizar esse item. Os meios de transporte terrestres devem possuir suspensão a ar para minimizar possíveis impactos e atritos, no caso de mais de uma obra.

  • Características da embalagem

Geralmente recomenda-se o uso de caixas de madeiras revestidas com espumas e/ ou papéis especiais, contêineres e algumas empresas fabricam a embalagem sob medida para a obra em questão. Alguns especialistas não sugerem o uso de caixas para transportar quadros por causa do atrito que pode haver entre eles no trajeto. Nesses casos, recomenda-se envolvê-los em material acolchoado, separados uns dos outros. Plásticos bolha são também muito utilizados em conjunto com papel especial para evitar transpiração. O ideal é que as caixas possuam alças para facilitar a mobilidade.

  • Treinamento da equipe

De nada adianta tanto aparato se quem vai conduzir a obra de arte o fizer de qualquer jeito. Cada um na equipe deve saber desempenhar muito bem o seu papel: retirar a obra com cautela, embalar com todo cuidado, saber colocar e retirar do transporte com muita calma e instalar a maior destreza possível.

  • Seguro

Por se tratar de objetos de alto valor monetário e sentimental – sem falar no quesito raridade – é necessário que a empresa ofereça seguro em seus pacotes. Não é obrigatório, mas segurança e tranquilidade andam juntas, resultando em sucesso no final.

Encontre uma empresa de confiança e experiência para realizar o transporte

Pesquise as empresas especializadas no mercado. Busque informações de clientes satisfeitos. Sabemos que esse serviço é caro, porém, antes de um orçamento sedutor, verifique o que a companhia tem de melhor a oferecer, qual o diferencial dela no mercado.