Porque a BGS – Brasil Game Show é importante

BGS

Neste final de semana aconteceu a BGS 2017 e nós do Mundo Conectado em parceria com o Canal Level 3 e o blog Arquivos do Woo, fomos realizar a cobertura deste tão aguardado evento.

Este ano o evento realizou-se no Expo Center Norte, local de fácil acesso para o grande fluxo de pessoas de São Paulo e de todo o Brasil que estariam presentes. As salas de imprensa e VIP muito bem localizadas proporcionavam o conforto necessário para que os criadores de conteúdo pudessem realizar todo seu trabalho. Mas vamos ao que interessa.

Como um dos maiores consumidores do mercado de games, as maiores empresas investiram pesado nesta BGS com grandes estandes e trazendo muitas das suas mais recentes produções, incluindo muitos jogos ainda sequer lançados ao mercado.

Foi possível perceber também o quão bem servido o consumidor brasileiro está, estandes colossais de algumas das principais revendedoras das marcas Nerd/Geek no Brasil, contando com muitas camisetas e equipamentos para todos os tipos de aficionados por tecnologia e games.

Os games, como esperado, não decepcionaram nem um pouco, jogos como Sea of Thieves, Monster Hunter World e FarCry5 faziam valer cada minuto em suas filas para o teste do game, que chegavam a durar até 4hs. Sea of Thieves entregando o que foi prometido, com seu gameplay simplificado, não deixando de entregar uma imensidão de localizações únicas e sentimentos que antigamente só podíamos sentir um pouco acompanhando as aventuras de Jack Sparrow e companhia.

Apresentando muito da fórmula já conhecida de seus jogos anteriores, mas também não deixando de inovar, temos Monster Hunter World, que além de seus combates gigantesco, nos brindam com a recompensa de manter um bom trabalho em equipe, tornando a imersão dos jogadores multiplayer extremamente compensadora e prazerosa, assim como no já citado Sea of Thieves.

Vale lembrar e principalmente parabenizar todos os desenvolvedores indie, em sua maioria representados por brasileiros, nos provaram que temos sim um talento que está começando a acordar para este tão imenso mercado mundial de games, pois os focos destes desenvolvedores está em mostrar nosso mercado para o mundo.

Jogos como Zaaljinn: Wrath of Elementals, Black Iris e Valgard nos provam que estamos no caminho certo e prontos para competir frente a frente com muitos desta indústria.

Com o passar dos anos a feira se desenvolve de tal modo que 4 dias estão se tornando pouco tempo para conhecer e processar tantas informações, apesar de todas as filas e o custo elevado das praças de alimentação, o evento vem cada vez mais se tornando único e imperdível, portanto, se você gosta de games e de todo tipo de tecnologia, se prepare que a BGS 2018 promete ainda mais novidades.