Wynonna Earp chegou no catálogo Netflix

Wynonna Earp

Eu sempre digo que um bom seriador nunca desiste no primeiro episódio e Wynonna Earp é a prova de que essa minha teoria é verdade.

Quando eu comecei a assistir eu não me apaixonei no primeiro episódio, nem no segundo, nem no terceiro. O que comprova a minha segunda teoria de que é preciso ver pelo menos 4 episódios pra entender se a série é ou não digna de ser incluída na sua grade.

Wynonna Earp é!

A série é baseada nos quadrinhos de Beau Smith e se passa nos tempos atuais, em uma cidade faroeste, cercada pelo sobrenatural, chamada Purgatório, e me lembrou muito a série Preacher, que também é ótima, que também é baseada em quadrinhos e que também terá um espaço aqui em breve.


Mas continuando, na série, nós acompanhamos a história de Wynonna Earp, descendente de Wyatt Earp. Mas até ai nada faz sentido já que você não faz ideia de quem é / foi Wyatt Earp. Calma, que eu vou chegar lá.

Após a morte dos pais, Wynonna deixa a cidade de Purgatory, no entanto, alguns anos depois e com uma ficha criminal um pouco extensa, ela retorna a cidade, após o falecimento do Tio. O problema é que, praticamente nenhuma alma na cidade, viva ou morta, gosta dela.

Essa é Wynonna, a protagonista. Ela é descendente ( tataraneta ) de um cabra chamado Wyatt, mas isso eu já disse ali em cima. Esse cara era xerife de Purgatory e todos os bandidos presos e executados na época em que ele era xerife voltam a vida a cada 27 anos para serem caçados e enviados de volta ao inferno.Essa é basicamente a maldição dos Earp.

A arma do Wyatt envia esses demônios de volta pro inferno e só funciona com alguém com sangue Earp ( foca nessa informação que é muito importante e você vai me agradecer depois). Dai pra frente é uma longa história e eu não vou me prolongar aqui, até porque não quero estragar a série. Mas o fato é que, a personagem é fodona, legal para caramba, toda trabalhada nas ironias e é gata.

Pois bem, além de ser fodona, ter uma arma que mata demônios, ser gata, etc etc, Wynonna tem uma irmã chamada Waverly Earp que, apesar de ter um rostinho meigo e angelical, é mais doida que a irmã. Ela é completamente obcecada pela história que a família Earp carrega e ela acaba ficando um pouco #chateada por não ser a escolhida para portar a famosa arma mata demônios.

Mais personagens intrigantes

Além das irmãs, dois personagens são extremamente intrigantes e você passa a temporada inteira sem tomar um partido, sem saber se gosta mais de um, se gosta mais do outro ou se no final não gosta de nenhum. O primeiro é o Agente Xavier Dolls, ou apenas Dolls para os íntimos. Ele é um agente especial de uma organização chamada Black Division que estuda o caso dos “retornados” em Purgatory. Nome fofo pra horda de demônios que vive lá. Super focado no trabalho, oposto total a Wynonna, esconde alguma coisa em seu passado. Os dois acabam trabalhando juntos.

O outro é Doc Holliday, um dos personagens mais intrigantes da série. Você vai demorar um pouco pra entender o que ele é e o que ele quer com os Earp, eu não vou escrever muita coisa porque não quero estragar o mistério. Mas você vai gostar de brincar de adivinhar.

Na verdade, estes são os personagens que vão te dar a mão e vão te acompanhar no decorrer da história.

A série tem de tudo, demônios ( retornados), bruxas, vampiros ( um pouco diferentes dos conhecidos) e até mesmo um cara “amaldiçoado” que vive eternamente.

Além da história ser muito boa e de ter no elenco excelentes atores a trilha sonora é impecável, já começando pela abertura ao som de “Tell That Devil” de Jill Andrews.

Aproveite que a série Wynonna Earp entrou pro catálogo Netflix e corre assistir! São 13 episódios com 40 minutos cada.

Inscreva-se e curta osso canal e acompanhe nosso conteúdo também pelo YouTube