O que é educação financeira e por onde começar

Quem nunca sonhou em ter dinheiro suficiente para ter uma boa vida, sem maiores preocupações? Quantas vezes batemos um longo papo entre amigos, discutindo o que fazer com o prêmio da mega-sena… E quando pensamos: o que está faltando para que eu consiga acumular riquezas, ter minha vida dos sonhos e um futuro tranquilo? A resposta é educação financeira.

Para entender melhor, educação financeira é a capacidade de entender finanças e assuntos relacionados. Mais especificamente, refere-se à capacidade de um indivíduo de fazer julgamentos bem informados e decisões efetivas sobre o uso e gerenciamento de seu dinheiro.

dinheiro-monstro
O dinheiro não é um monstro!
Isso não significa que você precisa se tornar um consultor financeiro, um analista contábil ou economista. A educação financeira é algo que deve fazer parte do cotidiano das pessoas, afinal, independente da área que trabalha, você lida com dinheiro todos os dias: comprando o café da manhã na padaria, almoçando fora, recebendo por um bico, pegando um cineminha…




Para quem está começando no assunto, é bom iniciar fazendo uma auto-análise, definindo qual é o seu modelo de dinheiro. Este é o conjunto de crenças que cada um de nós alimenta desde a infância e que molda o nosso destino financeiro, quase sempre nos levando para uma situação difícil. É preciso então substituir uma mentalidade destrutiva – que você talvez nem perceba que tem, por mentalidades construtivas, através da educação financeira.

Casais
Pense no que quer para seu futuro
Aqui vão algumas dicas pontuais e bem simples:
• Identificar “amarras” financeiras. Seu dinheiro não sobra no fim do mês porquê?
• Listar seus talentos naturais. Identificar o que faz com facilidade e potencializar isso.
• Dê nota a seu produto ou serviço, de 1 a 10.
• Se comprometa com seu próprio crescimento pessoal, procurar investir em você mesmo.

Quer começar hoje? No livro, “Os segredos da mente milionária”, Eker sugere dividir o seu dinheiro (seja ele o salário ou o pagamento por cada trabalho) da seguinte forma:

• Conta Liberdade Financeira – 10% (como se fosse sua aposentadoria)
• Pote Liberdade Financeira (um cofrinho, para você criar o hábito de juntar dinheiro)
• Conta Diversão – 10% (saídas, baladas, barzinho, cinema)
• Conta para despesas de longo prazo – 10% (um carro, uma casa, saúde)
• Conta Instrução Financeira – 10% (livros, revistas, cursos, invista em você!)
• Conta Doações – 10% (se não quiser dar o dinheiro, compre algo com ele e dê a alguém que precisa)
• Conta Necessidades Básicas – 50% (comida, água, energia, roupas, etc.)

Seja colocando na prática ou apenas pesquisando mais sobre o assunto, o importante é começar! Boa jornada!

Inscreva-se e curta osso canal e acompanhe nosso conteúdo também pelo YouTube